sábado, 29 de abril de 2017
assinantes
   Assinatura Ativo Access


Não Assinantes
ConteÚdo
DOWNLOADS
Interação
dicas aleatórias
Entrevistas

Marcus Venicius de Melo Barbosa
E-mail: marcusv@ativoaccess.com.br
Publicado:  06/03/2004
Visitas: 4303
O AtivoAccess entrevista outro cearense, desta vez o "Cabra da Peste", como ele mesmo se auto intitula, Marcus Venicius de Melo Barbosa, 45 anos, graduado em Matemática pela Universidade Estadual do Ceará e fundador do AtivoAccess.
 
O AtivoAccess entrevista outro cearense, desta vez o "Cabra da Peste", como ele mesmo se auto intitula, Marcus Venicius de Melo Barbosa, 45 anos, graduado em Matemática pela Universidade Estadual do Ceará e fundador do AtivoAccess.

AA:Como é que o Marcus Venicius, filho do falecido poeta e advogado Geraldo de Vasconcelos Barbosa, foi se especializar em informática? Conte para nós um pouco do profissional Marcus Venicius.

MVMB: Sempre fui um apaixonado pelas coisas do Nordeste e sua gente. Trata-se de um povo que, apesar do clima e dos políticos, insiste em viver do seu próprio suor não se deixando abater diante das “ingrizias” da vida. Foi após coletar uma quantidade imensa de poesias e “causos” que senti a necessidade de uma ferramenta que me permitisse catalogar e consultar tal quantidade de informação com facilidade. Por coincidência, na época fui designado para fazer um curso de Access 2.0. Aí, foi amor a primeira vista, e de lá para cá, tenho aprendido com todos vocês que fazem parte dessa imensa comunidade de desenvolvedores Access.


AA: Além do AtivoAccess você fundou e mantém também o site Cabras da Peste (http://www.cabrasdapeste.hpg.com.br/). Fale-nos sobre esse site.

MVMB: A Cabras da Peste é uma homenagem ao meu pai, o poeta Geraldo Barbosa. Uma pessoa boníssima que soube criar e educar 8 “comedorzim” de rapadura, apesar do sacrifício que essa quantidade de bocas lhe impôs. Quando de seu falecimento, resolvi criar um site para a divulgação de suas poesias matutas. Com o passar dos dias resolvi abrir os horizontes do site, divulgando também as poesias de outros grandes poetas matutos. Como a freqüência no site era muito grande e os “viventes” visitantes começaram a enviar suas poesias, o site acabou se transformando numa espécie de ponto de encontro de todos que admiram a cultura popular nordestina.

AA:Como buscar inspiração e tempo para manter tantas atividades e com tanta dedicação?

MVMB: Paixão. Esta é a palavra. Sempre faço tudo com paixão. Assim, o tempo e a inspiração são conseqüências naturais desta forma de pensar e agir.


AA: Sobre o AtivoAccess: você considera que os objetivos propostos desde a sua fundação estão sendo atingidos?

MVMB: Isto é absolutamente correto. Os números estão aí para comprovar.Veja que na edição anterior do AtivoAccess (ainda no HPG) já estávamos com mais de 25.000 acessos, e na nova versão do Ativo, batemos a marca de 5.000 acessos somente no primeiro mês. Se compararmos com outros sites de variedades, isso pode parecer ínfimo. Entretanto, veja que são 5.000 acessos em um mês, feitos por um nicho de desenvolvedores que utilizam o Access como ferramenta de desenvolvimento. É muita coisa, meu irmão!


AA: Por que é importante manter um site de ajuda a desenvolvedores e usuários Access? O que se ganha com isso afinal?

MVMB: A satisfação de haver repassado o conhecimento adquirido, e a certeza de estar contribuindo de alguma forma para o aperfeiçoamento intelectual do homem. Esse fato reforça-nos a consciência de estar cumprindo com a nossa parte, nessa nossa breve passagem pela Terra. E isso é inestimável! De mais a mais, sempre achei que era possível quebrar o estigma de que todo desenvolvedor ou é doido ou absolutamente anti-sociável (ou os dois). Daí a descontração que tentamos implantar desde os primeiros tempos. Aparentemente, isto também agradou aos “Viventes” visitantes da página.


AA: Quem é o internauta que acessa o AtivoAccess? O que ele procura, o que encontra, qual o nível de satisfação desse internauta após acessar o AtivoAccess?

MVMB: Basicamente é um usuário ou desenvolvedor que vem buscar algum aplicativo ou exemplo para seu trabalho e invariavelmente termina fazendo downloads. Mas se surpreende com o Fórum, instalado pelo nosso designer Douglas, e com o painel de desenvolvedores, artigos, dicas e pelo tom informal dos nossos artigos. Temos um nível de aprovação superior a 90% e uma alta taxa de downloads e acessos.


AA: De início o AtivoAccess estava voltado ao usuário Access e mais recentemente passou a contemplar também o desenvolvedor Access, publicando seus demos, títulos e currículos. O que você gostaria de comentar sobre esse isso?

MVMB: Na verdade somos orientados pelas informações que recebemos, isso desde a fundação do site. E temos sido procurados por Desenvolvedores de todo o Brasil, bem como de outros países. Por que não atendê-los?


AA: Sobre esse apoio aos desenvolvedores: o que o AtivoAccess espera obter com isso?
MVMB: A idéia é ser um site de encontro entre usuários, desenvolvedores e tomadores de serviço: para isso brevemente estaremos em sites de busca com argumentos de pesquisa sobre esses temas. Queremos que os desenvolvedores comercializem seus sistemas e pretendemos inserir muitas dicas para profissionalizar esses trabalhos.


AA: Você acha que usuários podem se tornar desenvolvedores profissionais?

MVMB: Perfeitamente! desde que goste, observe, estude, pesquise e persiga seus ideais. Com já disse Caetano Veloso: “Gente foi feita para brilhar” e exercer toda a sua criatividade. De nossa parte: daremos apoio total e brevemente: web cursos... grátis e pagos, com direito a monitoramento e certificados. Aguardem!


AA: E sobre a experiência de abrigar outros sites tais como o CantinhoAccess?

MVMB: É das melhores! Recebemos muitos elogios pela experiência que já vinha sendo praticada desde a primeira versão do Ativo. Estamos estendendo o convite a outros sites, hoje hospedados no HPG e que tenham tido o mesmo infortúnio de ter seus downloads deletados.


AA: Como você prenunciaria o futuro do AtivoAccess?

MVMB: Minha visão não tem limites. Penso no Ativo como um filho que já aprendeu a andar. Daí para frente tudo é possível. Penso no Ativo como um grande centro aonde as pessoas chegam para aprender, fazer cursos, compartilhar conhecimento e contratar profissionais de altíssimo nível para desenvolvimento dos mais variados tipos de programas. Acredito que dificilmente ficaremos somente com a plataforma VBA e Access.


AA: O que mudou na sua vida profissional e pessoal depois da fundação do AtivoAccess?

MVMB: Profissionalmente, galguei alguns degraus com a ajuda e dicas maravilhosas do meu grande compadre Amaral, dos mestres: Gib@, Luiz, Marcão, JR, Ribamar, Carlos Moura, Odeilson, Degross, Renato Caetano, Sames Davis, da nossa professora Andréa (agora moderando nosso fórum) e tantos outros (que me desculpem sinceramente se deixei de citar), feras que me ensinam o que fazer e o que não fazer para que meus aplicativos adquiram uma qualidade profissional. Pessoalmente, realizei-me como já falei, pelo fato de contribuir para o engrandecimento intelectual das pessoas. Outra coisa fantástica, foram as amizades que acabei fazendo ao longo desses anos. Absolutamente fantástico! Tenho certeza que o Sr. Geraldo Barbosa, meu falecido pai, aqui estivesse, compartilharia comigo essa alegria.


AA: Que diretriz você daria para Desenvolvedores Access que estão iniciando na carreira e também para os mais experientes?

MVMB: Persistência e paixão aos iniciantes. Empreendedorismo com humildade aos experientes. O resto vem naturalmente.


AA: Deixamos espaço para mais algumas considerações que você julgue pertinente.

MVMB: Eu quero agradecer pela oportunidade desta entrevista e pelos amigos brasileiros, portugueses, chilenos, paraguaios, uruguaios, argentinos que nos prestigiam e nos enchem de orgulho com sua visita ao site do AtivoAccess. Ficamos, cada vez mais, motivados a fazer o melhor que podemos em prol dessa comunidade. E que continuem conosco, pois muita coisa boa virá por aí.

  « Voltar

 

Assine AtivoAccess
     CD Ativo Access = R$ 44,70

 

   Copyright © Ativo Access 2003 - 2017- Todos os direitos reservados   Política de Privacidade | Fale conosco