sábado, 21 de outubro de 2017
assinantes
   Assinatura Ativo Access


Não Assinantes
ConteÚdo
DOWNLOADS
Interação
dicas aleatórias
Dica #66
Macros ou códigos?
Publicado: 28/07/2008

Dicas

32 Dicas para otimizar o desempenho do Access e do seu sistema.
Autor:  Luís Carlos Gonçalves (lc.programador@terra.com.br)
Publicado:  18/04/2006
Visitas: 16862
 
De: Luís Carlos Enviado: Wed Apr 19 14:14
Para: Prioridade: Normal
Assunto: Dica da semana Tipo: Embeded HTML/Text

Dicas gerais de desempenho.

Dicas para otimizar o desempenho do Microsoft Access e de seu sistema. As diretrizes a seguir podem ajuda-lo a otimizar o desempenho do Microsoft Access no seu computador:

1) Se estiver utilizando bancos de dados que outros usuários não precisem compartilhar, instale o Microsoft Access e todos os seus bancos de dados na sua unidade de disco rígido e não em um servidor de rede.

2) Se você é a única pessoa que usa o banco de dados, abra-o para uso exclusivo; na caixa de diálogo Abrir, clique na seta ao lado do botão Abrir e, em seguida, clique em Abrir exclusivo.

3) Coloque mais memória à disposição fechando aplicativos que não estejam em uso.

4) Periodicamente, exclua arquivos desnecessários e esvazie a Lixeira, compacte os bancos de dados e, em seguida, desfragmente o disco rígido do sistema com o Desfragmentador de disco do Microsoft Windows. Para executar o Desfragmentador de disco, clique no botão Iniciar do Windows, aponte para Programas, aponte para Acessórios, aponte para Ferramentas de Sistema e, em seguida, clique em Desfragmentador de Disco.

5) Se você utilizar uma proteção de tela, use uma proteção vazia ou considere não utilizar nenhuma.

6) Estruturar tabelas sem dados redundantes: Um banco de dados bem estruturado é um pré-requisito para a rápida recuperação e atualização de dados. Se as tabelas existentes contêm dados redundantes, você pode utilizar o Assistente de análise de tabela para dividir suas tabelas em tabelas relacionadas a fim de armazenar seus dados de maneira mais eficaz.

7) Compacte seu banco de dados. A compactação pode agilizar as consultas porque reorganiza os registros de uma tabela de modo a residirem em páginas adjacentes do banco de dados, organizadas pela chave primária da tabela. Isso aumentará o desempenho de varreduras seqüenciais dos registros de uma tabela, uma vez que só será necessário ler o número mínimo de páginas do banco de dados para recuperar todos os registros. Após compactar o banco de dados, execute cada consulta para compila-lo, utilizando as estatísticas atualizadas da tabela.

8) Quando estiver definindo um campo em uma tabela, escolha o menor tipo de dados apropriado para os dados no campo.

9) Indexe os campos utilizados para a classificação.

10) Quando estiver criando uma consulta, adicione apenas os campos de que você precisa. Em campos utilizados para a definição de critérios, desmarque a caixa de seleção Mostrar se não desejar exibir esses campos.

11) Evite sobrepor controles.

12) Utilize bitmaps e outros objetos gráficos com moderação.

13) Feche os formulários que não estiverem sendo utilizados.

14) Defina as propriedades PermitirEdições, PermitirAdições e PermitirExclusões do formulário como Não caso os registros do subformulário não venham a ser editados. Ou então defina a propriedade TipoDeConjuntoDeRegistros como Snapshot.

15) Elimine dos formulários o código supérfluo definindo a propriedade ComMódulo do formulário como Não. A propriedade ComMódulo especifica se o formulário tem um módulo de formulário. Um formulário nessas condições é carregado com maior rapidez e ocupa menos espaço em disco. Se um formulário ou se controles do formulário não utilizam procedimentos de evento, o formulário não exige um módulo.

16) Certifique-se de que o código em seu banco de dados está compilado. Na janela Código do Editor do Visual Basic, clique em Compilar no menu Depurar.

17) Utilize a palavra-chave Me para fazer referências a formulários dentro de um procedimento de evento.

18) Utilize os tipos de dados Inteiro ou Longo para matemática, quando possível.

19) Utilize constantes sempre que possível.

20) Elimine procedimentos e variáveis que não são mais utilizados. À medida que você desenvolve e modifica seus aplicativos, deve deixar para trás procedimentos que não são mais chamados em seu código ou variáveis declaradas que não são mais utilizadas. Revise seu código para localizar e remover procedimentos e variáveis inúteis.

21) Compactar um banco de dados ou projeto do Access automaticamente ao fecha-lo.

22) Em caixas de listagem ou caixas de combinação, na consulta especificada na caixa da propriedade OrigemDaLinha ou ListRowSource, inclua apenas os campos absolutamente necessários. Campos adicionais podem diminuir o desempenho.

23) Utilize origens de linha de tabela única (ou consulta) em vez de origens de linha de várias tabelas, se for possível em caixas de listagem ou caixas de combinação.

24) Não crie caixas de listagem ou caixas de combinação baseadas em dados de uma tabela vinculada se os dados não sofrerão alterações. Neste caso, é melhor importar os dados para seu banco de dados.

25) Em tabelas vinculadas, exiba apenas os dados necessários. Não fique mudando de página desnecessariamente na folha de dados. Evite saltar para o último registro em tabelas grandes.

26) Se você adiciona freqüentemente registros a uma tabela vinculada, crie um formulário para adicionar registros cuja propriedade Entrada de Dados esteja definida em Sim. Quando você abrir o formulário para inserir novos dados, o Microsoft Access não exibirá registros existentes. Esta definição de propriedade poupa tempo porque o Microsoft Access não precisa recuperar todos os registros da tabela vinculada.

27) Use as instruções SQL UPDATE e DELETE com a cláusula WHERE apropriada para atualizar ou excluir vários registros que atendem os mesmos critérios. Esse procedimento é mais eficiente do que abrir um conjunto de registros e efetuar as atualizações ou exclusões de um registro de cada vez.

28) Exiba os campos mais importantes em um formulário principal e forneça um botão rotulado Mais informações, que abre outro formulário contendo outros campos. Baseie o segundo formulário em uma consulta parametrizada pelo campo de chave primária no formulário principal.

29) Use visualizar layout em vez de visualizar impressão ao estruturar seus relatórios. É possível dar uma olhada rápida no layout, que inclui somente um exemplo dos dados na visualização de layout. Quando você tiver terminado de trabalhar no layout do relatório, verifique os dados abrindo o relatório na visualização de impressão.

30) Se o seu banco de dados contém código do Visual Basic, salvar o seu banco de dados como um arquivo MDE compilará todos os módulos, removerá todo código fonte editável e compactará o banco de dados de destino. O seu código do Visual Basic continuará a ser executado, mas não poderá ser visualizado ou editado, e o tamanho de seu banco de dados será reduzido devido à remoção do código. Além disso, a utilização de memória será otimizada, melhorando o desempenho.

31) Converta macros para o Visual Basic.

32) Monitore sempre o desempenho do banco de dados utilizando o Analisador de Desempenho.

Consideração Final: Implementando algumas destas dicas, você pode tornar seu banco de dados muito mais eficiente, não se esqueça que antes de desenvolver, sempre é bom sentar e projetar muito bem seu banco de dados, seus campos, índices, relacionamentos e tipos de dados.

Atenciosamente,

Luís Carlos Gonçalves
Consultoria, Desenvolvimento e Suporte em Access
lc.programador@terra.com.br
(31) 3891-8741 — (31) 9147-1734

Informe Access. Mais de 150 dicas de Access — VBA e SQL, informe-se.

Luís,


  « Voltar

 

Assine AtivoAccess
     CD Ativo Access = R$ 44,70

 

   Copyright © Ativo Access 2003 - 2017- Todos os direitos reservados   Política de Privacidade | Fale conosco